Tratamento de temas interessantes de uma forma desinteressante. Abordagem inconsequente acerca da consequência das coisas. Tudo será devidamente tratado, mas sem qualquer resolução. Os leigos também têm direito a opinião...

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Benfica x Porto

Retirado do site oficial da FIFA.

O grande duelo português
Assim como acontece em muitas rivalidades, a antipatia entre as duas maiores cidades portuguesas, e entre os dois clubes de futebol mais bem-sucedidos de Portugal, tem raízes na história política, cultural e esportiva do país. Localizada no norte, Porto é uma cidade industrial e de classe operária com um forte espírito independente. No sul está Lisboa, a capital rica, poderosa e cheia de encantos.

O clássico Porto e Benfica incorpora essa grande divisão e, nos últimos anos, uma mudança na hegemonia intensificou a rivalidade. Historicamente, as Águias são o clube mais vitorioso do futebol português, mas os Dragões têm sido a força dominante nas últimas duas décadas.

Origens
A primeira partida entre Porto e Benfica foi um amistoso jogado no dia 28 de abril de 1912. O time da capital venceu por 8 a 2. Oito anos se passaram até que o Porto conseguisse a primeira vitória no confronto, um emocionante 3 a 2, e quase outros nove até que voltasse a vencer.

O Benfica conquistou três títulos do Campeonato Português na década de 1930 e outros três nos anos 1940, além da Copa Latina de 1950. Com os triunfos, a cotação dos lisboetas começou a disparar, mas isso era só um aperitivo do que estava por vir. Nos anos 1960, liderada pelo ícone Eusébio, a equipe venceu oito campeonatos nacionais e duas Copas dos Campeões da Europa, derrotando Barcelona e Real Madrid em 1961 e 1962, respectivamente. O Benfica disputou outras três finais da maior competição europeia na sua década de ouro, mas não voltou a levantar a taça. No entanto, o clube manteve a sua superioridade no futebol lusitano ao longo dos anos 1970 e 1980.

Já o Porto, depois de passar quase vinte anos sem vencer o Campeonato Português, conquistou vários títulos a partir do final dos anos 1970. O clube manteve a boa fase na década seguinte, com quatro títulos nacionais, duas Copas de Portugal e uma Copa dos Campeões da Europa.

Mas foi nos anos 1990 que os Dragões começaram a monopolizar o futebol português, conquistando o certame nacional por cinco vezes seguidas, um recorde. Nos anos 2000 já são cinco títulos do Campeonato Português, além de uma Copa da UEFA e uma Liga dos Campeões da Europa, estas conquistadas sob o comando de José Mourinho e com uma legião de brasileiros.

Alguns números
Nas 240 partidas disputadas entre os dois clubes, incluindo amistosos, as Águias têm ligeira vantagem sobre os rivais do norte, com 94 vitórias contra 91. Ambos se saíram muito melhor jogando em casa. São 70 vitórias do Porto no Estádio do Dragão e 72 do Benfica no Estádio da Luz.

No cômputo geral, o Benfica continua sendo o clube português mais vitorioso, com 31 títulos nacionais. O Porto é o segundo maior vencedor, com 23. Ambos conquistaram a maior competição europeia de clubes em duas ocasiões.

O gigante lisboeta registra mais de 160 mil sócios pagantes e 14 milhões de torcedores em todo o mundo. Em 2006, o Benfica entrou para o Livro Guinness dos Recordes como o clube de futebol com o maior número de associados. Curiosamente, o clube também tem mais torcedores no norte português do que o time do Porto.

Atualmente
Alguns torcedores acreditam que a rivalidade foi personificada por dois ex-jogadores, João Pinto, do Benfica, e Paulinho Santos, do Porto. Apesar de terem sido companheiros de seleção portuguesa, ambos admitiram publicamente a grande antipatia que sentiam um pelo outro. A rixa durou muitos anos e alguns jogos terminaram com os dois expulsos de campo por se envolverem em brigas.

No entanto, a intensidade do clássico precede e transcende o envolvimento da dupla de jogadores. A rivalidade se agravou ultimamente com a transferência do atacante Cristian Rodríguez da capital para o Estádio do Dragão. O uruguaio foi o terceiro jogador da história recente a trocar o Benfica pelo Porto.

Porto e Benfica escreveram capítulos memoráveis da história do futebol lusitano. Com 23 dos últimos 26 títulos portugueses entre as duas equipes, a eterna rivalidade não dá sinal de trégua.
Enviar um comentário