Tratamento de temas interessantes de uma forma desinteressante. Abordagem inconsequente acerca da consequência das coisas. Tudo será devidamente tratado, mas sem qualquer resolução. Os leigos também têm direito a opinião...

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Imposto sobre o patrimonio.

Vou colocar um post pouco habitual neste blog.

Não sou fã do Bloco de Esquerda, mas estou absolutamente de acordo que se tribute o património imobiliário.

Defendo que o valor mínimo tributável deveria ser a partir de 1M de património imobiliário acumulado, sem excepções.

Não tenho nada contra quem tem muito, apenas tenho contra quem não paga impostos.

Se não formos por este caminho, serão sempre os mesmos que pagam esta pouca vergonha. Estou farto de sustentar pançudos...

Aqueles que realmente se podem queixar são aqueles que não declaram o que realmente ganham, porque o património imobiliário não é fungível. A menos que o destruam, pode ser sempre colectado, independentemente de quem o possua.

Conhecem alguém que tenha um património imobiliário de 1M € e que não consiga suportar uma taxa de 0,5% ?

O que eu quero dizer é que a forma mais justa de colectar aqueles que ocultam rendimento é através do património imobiliário, porque no caso de ser incomportável podem sempre aliená-lo.



Atenção que eu defendo a tributação a bens imóveis residenciais acima de 1 M€, não defendo nenhum aumento  na tributação de capital ou de rendimento...

Não existe nada mais prejudicial à economia do que o capital imobilizado. A acumulação estéril de riqueza gera pobreza e desagregação social no longo prazo e não é isso que as sociedades modernas precisam, pois não?

O investimento deve ser incentivado, a acumulação em imobilizado não produtivo deve ser penalizada. É muito simples e nem sequer é novidade, nos países nórdicos é assim que se faz.

De qualquer modo não se preocupem porque uma taxa destas nunca será implementada desta forma.

Acham que os lobistas o iriam permitir?

Nem pensar...Os gabinetes de advogados, as associações secretas, as elites, as cúpulas deste país nunca o iriam permitir...Olha quem...


Enviar um comentário